Dicas

Veja 16 dicas de navegação para você curtir seu barco

Escrito por Social Boats

Uma viagem de barco é um dos passeios mais divertidos e gostosos que se pode fazer. Além das paisagens magníficas, também conseguimos relaxar e refletir sobre a grandeza do planeta quando nos deparamos com a imensidão azul.

No Brasil, o segmento náutico vem ganhando cada vez mais entusiastas, aumentando em cerca de 5.000 barcos por ano e, consequentemente, o número de novos marinheiros.

Mas, antes de sair velejando oceano afora, é importante conhecer mais sobre a navegação e as informações de segurança para não arriscar a sua vida e a de outras pessoas. Para isso, selecionamos algumas dicas de navegação para você desfrutar das maravilhas desse meio de transporte.

1. Informe-se sobre o local onde vai velejar

A primeira coisa a fazer é coletar informações do lugar onde você irá navegar. Normalmente, elas estarão nas cartas náuticas, mas não deixe de perguntar tudo que puder para as pessoas que têm experiência com o local. Pedir ajudar e auxílio é melhor do que pedir socorro!

2. Afira sua bússola

Nos dias de hoje é comum que, com aparelhos eletrônicos que possuem GPS, as pessoas não deem tanta importância a um item primordial da navegação de outrora: a bússola. Porém, vale lembrar que muitas vezes o GPS para de funcionar ou perde o sinal e, nesse caso, quem nos traz de volta é essa ferramenta.

As bússolas devem ser aferidas sempre que você for fazer uma nova viagem, mesmo que a embarcação seja nova ou quando o barco for reformado e tiver novas peças metálicas instaladas próximas a ela, pois esses equipamentos afetam diretamente a sua precisão.

3. Revise os motores

Outro quesito que não deve ser deixado de lado é o motor, que deve ser mantido com a revisão em ordem, junto aos geradores, para o barco não acabar parado no meio do oceano e dependendo dos ventos para voltar para casa.

É importante lembrar que, em caso de vazamento de óleos dos motores, o resíduo jamais deve ser jogado em alto-mar. Desligue as bombas até chegar à marina e faça os procedimentos corretos para o recolhimento do material. Lembre-se: não devemos nunca prejudicar a vida e a biologia marinha.

4. Deixe a manutenção em dia

Uma das dicas de navegação mais importantes é fazer todos os testes, checapes e inspeções, além de acompanhar com frequência o funcionamento dos equipamentos e acessórios da embarcação, para evitar surpresas desagradáveis quando estiver navegando. Além disso, a prevenção é sempre mais barata do que a remediação.

Contrate apenas serviços de profissionais autorizados para o conserto do barco e, em caso de peças condenadas, dê você mesmo um destino final a elas, para evitar que sejam “consertadas” e voltem a circular no mercado.

5. Tome cuidado com as embarcações ancoradas

Ao sair do local ancorado, mantenha a velocidade baixa e mova o barco devagar até ter certeza de que não vai causar acidentes aos banhistas ou às embarcações paradas.

Além disso, sair em velocidade alta causa marolas nos outros barcos, o que pode incomodar os demais navegantes. Seja gentil no trânsito marítimo!

6. Cuidado ao partir

Antes de ir embora, certifique-se de que todos os equipamentos do barco estejam recolhidos e guardados devidamente, como a âncora, redes de pesca, etc., para que nada caia ou se solte quando entrar em movimento.

Em embarcações antigas, evite ligar os motores e acelerar por muito tempo, pois isso emitirá fumaça e pode incomodar os outros marinheiros.

7. Atente-se aos passageiros

Ao levar amigos e familiares para passear nas embarcações, é preciso tomar alguns cuidados para manter a segurança de todos.

Sempre que for sair com o barco, assegure-se de que todos estejam devidamente sentados, pois, caso contrário, podem haver quedas dentro e até mesmo fora da embarcação.

Se os passageiros forem novatos, é melhor planejar um passeio mais curto e perto do local de saída, pois, se alguém passar mal é mais fácil de voltar.

8. Atenção ao trânsito

O mar é como as rodovias e, da mesma maneira que há diferentes tipos automóveis, como carros e caminhões, existem também diferentes tipos de embarcações.

Mantenha sempre uma boa distância de grandes barcos como os navios, pois, com o seu tamanho, eles são incapazes de fazerem manobras rápidas e, muitas vezes, podem não te enxergar. Portanto, é obrigação dos barcos menores desviarem dos maiores, já que são mais ágeis.

De acordo com as regras, quem vem pela direita (estibordo) tem preferência, mas é melhor evitar colisões com outros barcos. Fique atento ao que acontece ao seu redor e confie mais na sua intuição do que no bom senso dos outros navegantes.

No caso dos veleiros, por outro lado, a prioridade é daquele que tiver as velas à esquerda (bombordo), mas se ambos estiverem nesta situação, a preferência é de quem estiver a sota-vento, pois este terá maior capacidade de manobras rápidas.

Por último, todas as embarcações devem desviar de barcos a remos. Além disso, tome cuidado com sua velocidade porque as marolas são extremamente perigosas para essas embarcações.

9. Use o vento a seu favor

Dê preferência para navegar com ventos vindos pela popa, que é sempre a melhor opção. Porém, quando o mar estiver agitado, o barco pode começar a perder o controle e, nesse caso, não se deve navegar com ventos nem pela proa, nem pela popa; o ideal é deixar a embarcação a 45º em relação ao vento, pois será mais fácil e mais seguro.

10. Tem flaps? Use!

Abuse dos flaps do seu barco, pois eles ajudam a equilibrar o casco, mantendo a embarcação nivelada. Além disso, os flaps servem para equilibrar também as laterais; abaixando o de um bordo, o barco se inclinará para o outro e você conseguirá controlar a direção do barco apenas com isso, caso haja quebra ou danificação do leme.

11. Não se apavore

No caso do motor apagar, aja com calma e raciocínio. Ancore o barco com a proa voltada para as ondas para evitar água na popa, pois é mais seguro do que deixar o barco à deriva, e procure o defeito ou busque por ajuda.

12. Utilize o corta-circuito

Uma boa dica de navegação é usar mecanismos de corta-circuito em pequenas embarcações, como lanchas e jet-skis. Eles ficam presos ao pulso e, caso o piloto caia na água, o motor é desligado imediatamente, evitando que o barco siga sem ninguém e provoque algum acidente.

13. Preste atenção às marés

É essencial se informar sobre as marés do local em que pretende velejar, para não correr o risco de sair e não conseguir voltar ou, ainda, de encalhar.

Além disso, no momento de saída ou entrada no mar por meio de uma barra desconhecida, o recomendado é realizar o trajeto com 1 hora antes do período de maré cheia. Dessa maneira, se acontecer de você ficar encalhado, não há grandes problemas: é só aguardar até que a água suba.

14. Confira os manetes

Verifique a voltagem das baterias dos manetes eletrônicos para não correr o risco de o motor não responder aos comandos solicitados. No caso do manete ficar descontrolado ao ligar o motor, verifique se a bateria está fraca e desligue os motores.

15. Tenha sempre uma margem de segurança

Sempre que for calcular o consumo de combustível e o tempo de duração da navegação, é bom considerar uma margem de segurança, já que o clima e as condições do tempo podem mudar e se tornar desfavoráveis nas correntes marítimas. Mantenha uma margem a mais de combustível, além de um bom estoque de comidas não perecíveis e água potável.

16. Dê instruções de emergências

Sempre que for levar passageiros, lembre-se de passar todas as instruções de segurança a bordo para garantir que todos estejam preparados para situações de emergência.

Informe onde estão os coletes salva-vidas, os extintores e a caixa de primeiros socorros, além de reforçar o perigo de chegar perto das hélices, no caso de alguém querer pular na água.

Priorize a segurança dos seus passageiros, a de outros navegantes, dos banhistas e a sua sempre que for fazer um passeio com o barco. Navegue com responsabilidade e lembre-se que embarcações e trânsito marítimo são diferentes de carros e rodovias.

Siga nossas dicas de navegação e você estará mais preparado para fazer passeios incríveis com seus amigos e familiares, de maneira segura e divertida!

Gostou do nosso texto? Então siga-nos nas redes sociais e fique por dentro das próximas matérias!

Sobre o autor

Social Boats

Deixar comentário.

Share This