Dicas

Motores de lanchas: tudo o que você precisa saber

Escrito por Social Boats

Quem tem uma embarcação precisa entender que os motores de lanchas, assim como dos carros, alteram diretamente no funcionamento do transporte. Sendo assim, é muito importante entender sobre o seu motor, para que consiga conservá-lo por mais tempo.

Pensando em ajudar você a conhecer mais sobre motores de lanchas, neste post, apresentamos as marcas principais, os tipos e damos dicas de como cuidar melhor do motor da sua embarcação. Confira!

Quais são as principais marcas de motores de lanchas?

As marcas da indústria náutica buscam cada vez mais desenvolver produtos de alta tecnologia e inovação, pois o investimento do proprietário é alto e o público interessado neste mercado é bem exigente. Entre tantas empresas escolhemos duas para destacar: Mercury e Volvo Penta.

Mercury Marine

A empresa foi fundada em 1939, nos Estados Unidos, e desde então vem buscando melhorias constantes na fabricação de seus produtos. Com 78 anos de história, o que nos primórdios era uma oficina mecânica hoje se tornou uma das maiores marcas do mundo em sistemas de propulsão marinhos.

Volvo Penta

A marca Volvo Penta pertence ao Grupo Volvo e se tornou uma das melhores fabricantes em fornecimento de sistemas de energia para aplicação náutica. De origem sueca, a Volvo Penta é uma das marcas mais tradicionais do mercado.

Quais são os tipos de motor de lancha?

Para proprietário do barco é importante saber quais são as caraterísticas do seu motor e entender como ele funciona, pois desta forma você vai conseguir conservá-lo por mais tempo. No mercado náutico brasileiro existem quatro tipos de motores principais. Conheça agora quais são eles e saiba as características de cada um.

Motor de centro com eixo

Ótimo modelo para lanchas que ficam em vagas molhadas, pois as partes suscetíveis à corrosão são internas. O motor de centro fica junto a um eixo e à hélice, que fica abaixo d’água.

A potência deste modelo de motores de lancha fica na faixa de 12hp a 20.000hp, com tecnologia 4 tempos (injeção eletrônica) e utiliza somente o diesel como combustível. O motor de centro com eixo é feito para embarcações acima de 40 pés. Os principais fabricantes são: Volvo Penta, MAN (empresa alemã) e CAT (empresa dos Estados Unidos).

Motor centro-rabeta

Este fica embutido na embarcação, junto à rabeta e à hélice do barco — que permanecem externos na popa da embarcação. A principal vantagem deste modelo de motores para lancha é ele ser interno, pois assim consegue-se economizar um bom espaço do barco.

Sua faixa de potência varia entre 135hp a 430hp, com tecnologia de 4 tempos. O combustível usado pode ser tanto a gasolina, quanto o diesel. Esse motor é indicado para lanchas de 24 a 40 pés. Os principais fabricantes são: Mercury e Volvo Penta.

Motor jet

O modelo não tem hélice e é movido pela pressurização da água, ou seja, mantém a pressão normal da lancha. O motor jet é usado em embarcações de até 20 pés e, geralmente, são usados em competições aquáticas.

Por não ter hélice, esse motor possibilita navegar em águas mais rasas. A faixa de potência varia entre 200hp e 300hp, com tecnologia 2 tempos (injeção direta) ou 4 tempos (injeção eletrônica).

O combustível que deve ser usado nesse tipo de motor é somente a gasolina. Os principais fabricantes são a Mercury e Kawasaki (marca japonesa).

Motor de popa

Este motor é externo, instalado no espelho de popa do barco, ou seja, a parte traseira da lancha. Ele é indicado para embarcações de até 24 pés e sua faixa de potência varia entre 3hp e 350hp.

O combustível usado deve ser somente a gasolina para que tanto o motor com 2 tempos (com carburação ou injeção eletrônica), quanto o de 4 tempos (injeção eletrônica) possam funcionar.

As principais marcas de fabricantes deste tipo de motor são: Mercury, Yamaha (marca japonesa) e Evinrude (marca dos Estados Unidos). As vantagens do modelo de popa é que você pode encontrar no mercado diversas opções de motores de lanchas com baixa potência, com uma ótima relação entre o peso e a potência.

Diferencial

A marca norte-americana, Lehr chegou ao Brasil em 2016, trazendo o mais novo sistema de motores de popa a gás propano. Especializada em motores 4 tempos (movidos a gás), a empresa apresenta uma opção sustentável e econômica.

Como cuidar do motor da lancha?

Qualquer motor de barco necessita de revisões frequentes para que funcione normalmente. A manutenção da sua lancha é algo trabalhoso, que demanda tempo e dinheiro, por isso ao seguir algumas dicas você pode evitar alguns problemas e aumentar a durabilidade do seu motor.

Pensando em te ajudar a cuidar da sua embarcação, listamos 5 dicas para manter o bom funcionamento da sua lancha.

1. Compre peças originais

Lembre-se de usar sempre peças originais na sua embarcação. Mesmo se tiver uma marca que custe quatro vezes menos, preserve a qualidade dos motores de lanchas optando por uma peça original, pois como diz o ditado popular “o barato sai caro”. As peças que não são originais têm mais chances de estragar e você pode até perder o motor.

2. Use o serviço autorizado

Além das peças, as manutenções dos motores de lanchas devem ser feitas por profissionais autorizados pelo fabricante da marca. Não faça alterações no motor por conta própria, pois ele já foi desenvolvido por especialistas. Diante de um problema, consulte um técnico autorizado pelo fabricante.

3. Adoce o motor

Esse termo significa que toda vez que a embarcação subir ela deve ser limpa com água doce para retirar qualquer sujeira ou sal que tenha ficado no motor. Isso é importante para evitar problemas e ajudar na conservação.

4. Lubrifique

Não se esqueça de sempre checar o óleo ao sair da embarcação. Além disso, faça a troca de acordo com o manual. Caso você não faça a lubrificação, pode haver o ressecamento das engrenagens e o motor vir a estragar.

Se a lancha permanecer por muito tempo parada, deverá ser feita a hibernação do motor, ou seja, colocar óleo lubrificante nos lugares mais críticos.

5. Tome cuidado com a validade do combustível

O prazo de validade da gasolina é de 30 dias. O combustível velho é muito prejudicial para os motores de lancha, pois pode apodrecer, ressacar, travar os bicos da bomba e ainda tirar a capacidade de queima.

Você tem vários motivos para não deixar a gasolina parada nos barcos. Portanto, lembre-se sempre de tirá-la caso a embarcação fique parada por alguns dias.

6. Use um estabilizador de combustível

Caso você não tenha o costume de ligar sua lancha toda semana, adquira um estabilizador de combustível, pois ele é um produto químico que vai dificultar que a gasolina oxide o seu motor.

7. Opte pelo diesel marítimo

Alguns motores de lanchas são movidos a diesel. Para que você tenha mais segurança, escolha comprar o diesel marítimo, pois ele é menos inflamável do que o diesel comum. Esse combustível tem vida útil de até 90 dias.

Gostou de conhecer mais sobre os motores de lanchas? Assine a nossa newsletter e receba todos os conteúdos do blog diretamente no seu e-mail!

Sobre o autor

Social Boats

Deixar comentário.

Share This